Dicas de leitura

“O poder da parceria” Riane Eisler

  • “O poder da parceria”

    A reconhecida autora Riane Eisler a autora explica no livro “O poder da parceria” que existem dois modelos que podemos utilizar em nossos relacionamentos: o de dominação e o de parceria.
    O modelo de dominação é o que herdamos da cultura patriarcal, autoritária e despótica, que domina o mundo há milênios. São os machos “durões” com as suas esposas subservientes. São os ditadores que acreditam em “guerras santas”, no fundamentalismo religioso, que é um fundamentalismo dominador; no neoliberalismo incondicional, que prega o capitalismo predatório; no modelo que sustenta a cultura de guerra e de dominação. Esse é o modelo do lucro desenfreado, da competitividade, onde a violência e o medo são vistos como naturais, e onde os mais fracos ficam desabrigados.
    Já o modelo de parceria é mais horizontalizado e preza pela igualdade de homens e mulheres, reconhecendo os direitos de ambos os gêneros, das crianças, dos idosos, do meio ambiente, dos animais, da sustentabilidade planetária.

    Eisler argumenta que já há um movimento mundial na direção da parceria, de relações mais democráticas, de respeito pelas pessoas e pela natureza, mas esse movimento é resistido e combatido pelos defensores do modelo dominador, que preferem negar evidencias de eventos que estão destruindo o planeta, fomentando a guerra, mantendo dominações rígidas e padrões autoritários, onde o homem é considerado superior e a mulher um ser inferior, justificando e perpetuando a injustiça e a desigualdade.
    “O modelo de dominação tem sido usado ao longo da história e até os dias de hoje, para justificar a escravidão, a servidão e outras formas de exploração, inclusive a exploração econômica”, conforme esclarece Eisler.
    As formas dominadoras estão presentes em nossa relações, em nosso imaginário, em nosso modelo mental, guiando as nossas escolhas, as decisões e os nossos modos de estar neste mundo. Elas são invisíveis e são mantidas na educação de nossas crianças e dentro dos lares, disseminando a violência doméstica e consequente violência social, econômica, política, religiosa.
    O livro ajuda a entender esses modelos e como eles nos afetam nos relacionamentos e na nossa vida como um todo.